Górski obóz naukowo-integracyjny

VISITA DE ESTUDO ÀS MONTANHAS

 

No primeiro fim de semana de abril de 2019 um grupo de 35 pessoas, estudantes e professores de filologia portuguesa na Universidade Jaguelónica em Cracóvia, fizeram uma estadia em Murzasichle, uma aldeia perto de Zakopane mesmo ao pé do Parque Nacional Tatra.

Partimos de Cracóvia na sexta-feira, dia 5 de abril, pelas 9h00 e depois de duas horas de viagem chegámos ao destino. O tempo estava ótimo. Havia sol e o céu estava claríssimo, portanto, assim que nos instalámos na nossa estância turística, saímos para dar um passeio pela região. Durante a subida, admirámos as paisagens e tirámos muitas fotografias. As colinas transformaram-se logo em florestas, onde os acúmulos de neve contrastavam com as folhas a brotarem nas árvores. Quando voltámos à pousada, já estava à nossa espera um jantar quente. Como a nossa visita era de caráter universitário, sentámo-nos comodamente ao anoitecer numa sala de conferências para ouvirmos as apresentações preparadas pelos participantes da viagem. Falou-se de gastronomia portuguesa juntamente com a degustação de alguns petiscos e foi-nos apresentada em traços largos a música contemporânea portuguesa. Além disso, um grupo fez uma análise da imagem da favela em vários textos culturais. A seguir, todos juntaram ideias para criar a sua própria visão da favela em forma de cartaz. O resto da tarde passámos em convívio, jogando ténis de mesa,  matraquilhos ou às cartas.

Para o segundo dia da visita estava planeado um passeio ao Vale Chochołowska – o vale maior e o mais comprido das montanhas polacas. Apanhámos o autocarro em Zakopane e em pouco tempo estávamos  no local, mas infelizmente o tempo piorou e começou a chover intensamente. No entanto, uma parte do nosso grupo  prosseguiu pelo caminho corajosa e resistentemente, pretendendo ver o vale, não obstante as condições meteorológicas. Os demais optaram por voltar a Zakopane e, enquanto que alguns deambulavam pela cidade, outros foram visitar a galeria de obras de Władysław Hasior – um artista polaco de montagens artísticas. Depois de regressarmos, fomos jantar e em seguida voltámos a ouvir as apresentações. Desta vez aprofundámos o nosso conhecimento sobre os Açores, soubemos como planear uma viagem a Portugal e falou-se muito sobre os costumes dos brasileiros. Foi-nos exibido também o panorama da Street Art em Lisboa, completado pela atividade plástica exercida pelos nossos estudantes. No fim, descobrimos algumas curiosidades no que diz respeito às religiões no Brasil. À tarde divertimo-nos muito, dançando, cantando e conversando uns com os outros.

No domingo, dia 7, após o pequeno-almoço, terminámos as apresentações, assistindo à última que abordou o tema do vinho português. Fizemos as malas e antes de partir para Cracóvia, demos uma volta pela aldeia. Regressámos à nossa cidade por volta das 15h00, todos contentes e cheios de energia.

 

Bartłomiej Basista
IIIº ano da filologia portuguesa da UJ em Cracóvia

1 /image/image_gallery?uuid=693dc776-9f12-49c8-a2c2-daeee84039ac&groupId=38995916 504 376 2 $prev
2 /image/image_gallery?uuid=54a25097-6026-4324-a149-b1de54c1dfe9&groupId=38995916 504 376 3 1
3 /image/image_gallery?uuid=04cca26f-8244-48ef-a873-152178751396&groupId=38995916 3264 2448 4 2
4 /image/image_gallery?uuid=9f9902de-6d27-402b-b149-4223d652c791&groupId=38995916 1944 2592 5 3
5 /image/image_gallery?uuid=4d9a5951-c24a-46df-8e38-08a3e052b656&groupId=38995916 4032 3024 6 4
6 /image/image_gallery?uuid=024a27af-5cc1-419a-b932-2aadb4d42dc4&groupId=38995916 504 376 7 5
7 /image/image_gallery?uuid=fa772f9f-985c-4345-a55c-1c2e307ce02b&groupId=38995916 504 376 8 6